domingo, 22 de novembro de 2009

Eu Sou A Vida Comum do Jack

Em muitos momentos pensamos que o extraordinário fará a diferença em qualquer coisa que nós fizermos...e provavelmente fará a diferença, quem não gosta da merda do extraordinário?

- Eu queria poder voar ou ter telepatia, mas temos que nos conformar com a vida comum que nós temos.
- Porque?
- Porque Sim.

Ás vezes a idéia mais simples faz a maior diferença, um dia um Sapo verde tocando um banjo me falou "A Vida é um filme, escreve o teu final" e eu penso nisso desde então, eu penso que somos uma geração sem peso na história, sem propósito, sem lugar, nossa guerra na verdade é totalmente espiritual e nossa Depressão são nossas vidas patéticas e sem brilho.

Você usa tanto uma mascara que, acaba esquecendo de quem você é.


Adiantaria alguma coisa se eu te dissesse que ninguém no mundo pode amar tanto alguém como eu te amo? Não, isso não mudaria o fato de que vivemos em mundos diferentes e que nunca vamos nos encontrar como deveríamos, ou como pelo menos eu penso como seria mágico.

Vê-se logo o caráter de uma pessoa pela forma como trata quem não precisa de tratar bem.

Seria um mundo tão maravilhoso se as pessoas nos tratassem por quem nós somos e não por quem nós parecemos ser, que utopia a minha, não acha?

50% do que se fala brincando é verdade. Porque falar brincando é uma maneira gentil de dizer a verdade sem ofender a outra pessoa, eu gostaria de falar tanta coisa diante de olhos alheios, meu escudo? uma tela de computador! é mais fácil se relacionar com pessoas quando estou diante de máquinas do que na frente delas.
#Shame on me!#

É o problema dos objetivos: tornam-se numa coisa em que falamos, em vez de algo que fazemos.

Sim, eu gostaria de poder fazer tudo que me vem em minha mente, eu gostaria...Mas o nosso medo de falhar é maior do que nossa vontade de fazer, o simples paradigma da sociedade, o que é melhor, sofrer por ter errado ou por não ter feito?
(Isso soa tão errado...)


Há uma altura na vida em que acabas por descobrir uma utilidade para todos os pequenos talentos inúteis, eu ainda não cheguei nesse ponto.

Um comentário:

Mandy disse...

"Seria um mundo tão maravilhoso se as pessoas nos tratassem por quem nós somos e não por quem nós parecemos ser, que utopia a minha, não acha?"
mas como a gente vai saber quem as pessoas realmente são pra tratá-las devidamente?
o grande problema é que a gente nunca sabe com quem tá lidando...

"50% do que se fala brincando é verdade. Porque falar brincando é uma maneira gentil de dizer a verdade sem ofender a outra pessoa,"
quando eu digo que quero ver seu sofrimento não tem nada de verdade viu?